Notícias Dicas

Consumo de produtos naturais ajuda a fortalecer a imunidade


Postada em 18/05/2020 às 13:34
Por Família Granel


Manter um estilo de vida saudável em tempos de pandemia é uma das estratégias eficazes para afastar a ameaça do novo coronavírus. E, neste sentido, vale ressaltar a importância de cuidar do nosso centro de imunidade, o intestino, o qual reúne cerca de 80% das células do sistema imunológico.

Este órgão também é o responsável por fazer a absorção e produzir algumas vitaminas, além de modular o humor, a ansiedade, o estresse e o apetite. Diante disso, o uso de probióticos, que são bactérias boas para um equilíbrio do microbioma intestinal, e o consumo da glutamina, um aminoácido livre, para manter a integridade do intestino, são considerados essenciais pela nutricionista Emanuelly Barbosa Santos, da loja De Bem com a Vida.

Não adianta tomar muitas vitaminas e shots para a imunidade se o centro da imunidade está sem modulação”, alerta a especialista.
Além dos probióticos e da glutamina, outros itens têm tido muita procura neste período de isolamento, a exemplo de multivitamínicos, própolis, vitamina D, cúrcuma e gengibre. A informação é do empresário e sócio-administrador da Loja De Bem com a Vida, do Shopping Reserva Open Mall, Daniel Negreiros.


Para atender a esta demanda durante a quarentena, a filial continua com seus serviços, considerados essenciais, disponíveis ao público. “Estamos adotando as principais medidas para evitar a aglomeração e contaminação de nossos colaboradores e clientes”, ressalta Daniel.


Os benefícios da lista de produtos mais procurados, segundo a nutricionista da loja, vão desde o trabalho da imunidade a nível intestinal e celular, até o fato de os produtos serem antifúngicos, antibacterianos e anti-inflamatórios, dada as devidas proporções de cada um, seus compostos ativos e mecanismos de ação.

Alimentação mais natural também é recomendada para o período

Em diálogo com a manutenção de uma rotina mais saudável, a nutricionista Mirella Rocha destaca a importância de evitar o consumo de alimentos industrializados, contendo conservantes, corantes, realçadores de sabor, açúcar e sódio em excesso. “Isso pode afetar nossa saúde de forma negativa, podendo piorar muito a nossa imunidade”, observa.

Mirella chama atenção para o fato de as pessoas estarem mais sedentárias neste período de isolamento, o que favorece o aumento do peso e, consequentemente, dos níveis de inflamação do corpo.

No geral, alimentos industrializados possuem pouca ou nenhuma quantidade de fibras, o que pode causar ou agravar quadros de constipação. Também são produtos que favorecem o aparecimento de intolerâncias/alergias. Por serem pobres em micronutrientes, como vitaminas e minerais, em nada favorecem nossa saúde”, evidencia a profissional.
Nesta perspectiva, a nutricionista Emanuelly Barbosa indica o consumo de chia, linhaça, quinoa, aveia, entre outras fibras, que favorecem o controle da glicemia e do colesterol e proporciona saciedade, favorecendo assim o emagrecimento ou a manutenção do peso.


“Consumir temperos com cúrcuma ou a base dela, como o curry, também é recomendado, pois é anti-inflamatória e excelente para pessoas que possuem rinite, sinusite e asma. A cúrcuma em cápsula é uma opção também”, afirma Emanuelly.

Chás de folha de maracujá, camomila, erva doce, e determinados suplementos também podem auxiliar na modulação da ansiedade, outro ponto fundamental no contexto atual. “Nesse momento de coronavírus, de muitas incertezas, as pessoas ficam mais ansiosas e o excesso de ansiedade afeta a imunidade, além de alterar o sono, apetite e favorecer o aparecimento de dores somáticas”, destaca a profissional da Loja De Bem com a Vida.

A estas dicas, a nutricionista Mirella Rocha acrescenta “caprichar no consumo de frutas e vegetais in natura - pelo menos 3 porções de cada/dia; beber água de forma adequada (35ml/kg peso/dia); sempre que possível cozinhar a própria refeição; evitar o excesso de proteínas de origem animal; e fazer lanches saudáveis entre as refeições, com castanhas, sucos naturais, iogurtes e chás”. A sensação de bem-estar pelo autocuidado, ela garante, será uma realidade.


Fonte: Diário do Nordeste


Newsletter